quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Canada 17 Maio 1994 

Em um hospital nascia uma garotinha filha de uma cara muito perigoso o hospital estava cercado  por capangas assim que a menina nasceu ela foi levada do colo da sua mãe Emily. Seu pai Charle o maior mafiosso do Canadá não podia ter uma filha era isso que ele dizia, mas aconteceu e Emily não pode evitar. 

 - Não Charle não, devolva minha filha agora - ela gritava e esperneava da cama do hospital 

- Desculpe meu amor mas é preciso - deu um beijo em sua testa e fez o sinal para os médicos a sedarem e ela dormiu 

Ele levou a menina ate seu jato indo para os estados unidos onde a deixaria em um orfanato. Quando chegou entregou a menina a uma mulher de segurança que prometeu cuidar dela e iria esquecer que um dia teve uma filha.

Los Angeles 12 Abril  2008 

Annie e Roberto queriam ter uma filha mas Annie não podia resolveram adotar  foram ate um orfanato de Los Angeles e resolveram escolher 

- Roberto isso vai ser difícil olha quantas meninas por aqui 

- eu sei ...hum mas que tal escolhermos com o coração - foi quando Annie ouviu uma menina no quanto afastada das outras cantando ela tinha uma linda voz sua doçura e sua beleza era enquantadora Annie andou até a pequena e sentou a seu lado seguida de Roberto 

- oi querida qual é o seu nome?

- Katherina mas pode me chamar de Katy

- Katherina lindo nome eu me chamo Roberto e ela é minha esposa Annie 

- você gostaria que eu e o Roberto fosse os seus pais - Katy parou e ficou com uma expressão seria depois sorriu e pulou nos braços dos novos pais 

- claro - e daquele dia em diante eles seriam uma nova família.

E foi assim que aconteceu Katy se tornou Kahterina  Mason Smith a nova filha e herdeira da familia Smith donos de uma gravadora musical.

E os meses se passaram e Katy foi cada vez mais gostando da musica e dos seus pais.

Nova York 18 Maio de 2010 

Katy levantou do quarto do Hotel lembrando de ontem da sua festa de 16 anos que seus pais deram em Nova York, ela amava Nova York adora quando seus vinham a cidade mas também adorava morar em Los Angeles e viver com sua familia e suas amigas. 

Katy foi caminhar no central Park ia sentar e ler um livro no meio das flores quando alguma coisa a acertou na cabeça alguém veio logo ajuda- lá um cara bonito.

- me desculpa mandei a bola muito forte 

- tudo bem...pode me ajudar a levantar 

- claro - ele a levantou 

- eu sou o Ryan 

- Katherina mas pode me chamar de Katy

- então Katy que tal sair comigo? Uma forma deu pedir desculpa pelo o que aconteceu 

- eu adoraria 

- te pego as oito 

- aqui esse é o endereço do meu hotel - ela entregou o papel e  voltou para o hotel dai em diante ocorreram jantares, passeios, filmes e tudo mais ate se tornarem namorados oficialmente.

Los Angeles 25 Julho de  2011

Katy e Ryan estavam passeando no Shopping enquanto esperavam dar a hora de ir junto com a tia Sophia buscar Annie e Roberto no aeroporto da viagem deles de negócios na Europa iam chegar de jato.

- há mas que demora porque a tia Sophia não liga logo não vejo a hora de ver meus pais estou morrendo de saudades deles

- calma meu amor eles já vão chegar você não esta muito ansiosa - disse Ryan á Katy ela riu 

- é eu seu vamos esperar lá em casa 

- claro vem - ele pegou na mão dela e eles saíram andando até o carro do Ryan um camaro quando Katy recebe uma ligação do seus pais 

Ligação ON 

- Alo filha 

- Mãe esta tudo bem ?

- claro filha estamos no jato e já estamos chegando era só para te avisar e dizer que nos te amamos filha 

- eu também te amo mãe amo você e o papai 

- tchau filha 

- tchau

Ligação OFF

Eles chegaram em casa e esperaram assistindo TV, quando tia Sophie chegou desesperada 

- meu deus aconteceu alguma coisa Tia Sophia ?- Katy perguntou preocupada olhando sua expressão

- Katy você precisa ser forte 

- o que aconteceu ?

- o Jato em que seus pais estavam sofreu um acidente e eles morreram 

- não posso acreditar - e Katy começou a chorar - isso não pode estar acontecendo Ryan - Katy o abraçou e começou a chorar 

- eu sei pequena é dificil - disse tia Sophie - vamos superar isso prometo

O resto da noite Kat chorou em seu quarto Ryan ficou com ela estava deitada em seu peito chorando até dormir.No outro dia o interro foi a pior coisa de todas para ela,mesmo suas amigas e todos a apoiando  Katy estava sofrendo.

Algumas Semanas Passaram....

Katy estava superando .Tia Sophia ficou com a sua guarda e a herança estava tudo no nome de Katy. Resolveu que seguiria em frente e ia se tornar a presidente da gravadora primeiro resolveu que ia se forma em Juliard a faculdade de musica.

Los Angeles 10 fevereiro 2012

Katherina

Estava tudo pronto desci do ônibus e sorri fingindo ser uma líder de torcida entramos no campo e começamos a cativar a platéia, comecei a procurar o Ryan no meio da multidão.

- Pará de ficar procurando o Ryan e procura os capangas logo - gritou Peter no aparelho que eles tinham me dado para colocar na orelha e me informarem o que fazer 

- Peter calado...- falei disfarçadamente achei os idiotas e Ryan também, estava disfarçado de jogador do time rival, fiquei de olho no jogo e nos caras. Quando o jogo  estava acabando um cara levantou e os capangas deram um pacote para ele depois ele saiu por trás das arquibancadas 

- Peter um cara levantou e eles deram um pacote para ele depois o cara saiu por trás das arquibancadas

- isso valeu Katy bom trabalho- acabou que bom respirei fundo e abaixei a cabeça- estou mandando pegarem ele e agora onde estão os capangas? - levantei a cabeça depressa e vi eles vindo na minha direção o jogo já tinha acabo e quase todos estava saindo 

- vindo na minha direção 

- Calma Katy Estamos indo 

- não se preocupe dou conta - um deles chegou perto de mim e começou 

- e aí vadia estou louco para te comer - cheguei bem perto dele e fui minha boca em seu ouvido e falei 

- vadia é sua mãe - e apertei as partes dele com toda força depois soltei e sai andando ele caiu no chão de dor 

- você vai ver - gritou o amiguinho dele

Sai correndo e fui para fora do campo procurei o carro onde o Peter estava mas não achei comecei a procurar o Ryan então parei de correr quando acabei parando num lugar sem saída e eles estavam vindo na minha direção rindo 

- Peter preciso de ajuda Peter - mas ele não respondia 

- agora você vai aprender vadia - pegaram as armas e iam atirar em mim, peguei minha arma que estava na minha coxa debaixo da minha saia de líder e apontei para eles mas era dois contra um nunca ia conseguir sair dali pelo mesmo viva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário